Contos Inacabados – J. R. R. Tolkien

contos_inacabadosEste não é um livro para os iniciantes neste fantástico mundo criado por J. R. R. Tolkien, e isso é algo que deve ser dito antes de qualquer outra coisa, se você não já tiver lido O Senhor dos Anéis, O Hobbit e O Silmarillion antes de começar Contos Inacabados é provável que se decepcionará com ele, afinal a proposta deste livro é justamente explicar e complementar alguns pontos vistos nestas obras. Continuar lendo

Os Filhos de Húrin – J. R. R. Tolkien

Filhos de HurinEu já tinha achado esta uma das melhores narrativas quando a li em O Silmarillion e também quando a li em Contos Inacabados, embora nos referidos livros essa história esteja em uma versão mais resumida e em Os Filhos de Húrin, obviamente, a história é maior. Uma coisa a se dizer é que não cansa ler e reler essas versões da mesma história, de tão bem feita e interessante que ela é, gostaria que houvesse também uma versão maior da história de Beren e Lúthien que é tão boa quanto ou talvez até melhor que a história dos filhos de Húrin. Continuar lendo

J.R.R. Tolkien x George R.R. Martin

John Ronald Reuel Tolkien ou J. R. R. Tolkien é sem sombra de dúvidas o primeiro nome que se passa na cabeça da grande maioria de pessoas quando se fala em livros de fantasia, e há grandes motivos para isso, afinal O Senhor dos Anéis foi o livro que revolucionou o gênero, que sem dúvidas, se tornou outro depois das obras do professor. George Raymond Richard Martin a.k.a. George R. R. Martin ganhou muita notoriedade nos últimos tempos, impulsionado pelo sucesso de Game of Thrones, que adapta para a TV a sua grande, e grandiosa, série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo, que, pelo menos para o grande público, inovou com uma trama cheia de reviravoltas, com personagens cinzas, sem aqueles valores sólidos e perfeitos, com muito sexo e focando no jogo político, tendo uma tendência a se parecer mais com a realidade nessas questões. Ambos mudaram o status quo da fantasia, os dois ganharam muitos fãs e os seus fãs não raramente ficam discutindo e brigando sobre qual é melhor e o motivo de um ser melhor que o outro, mesmo que esse motivo não fique lá muito coerente para qualquer pessoa que não eles mesmos. Bem, não vou entrar nessa discussão de quem é melhor, até porque isso pode ser muito subjetivo, mas compará-los… aí já é outra história. Continuar lendo