Mitologia Nórdica – Neil Gaiman

MitologiaNordicaA mitologia é um espelho de como um povo enxerga o mundo. Através dela vemos uma sociedade refletida em mitos retratando seus medos e anseios, suas necessidades, sua forma de tentar organizar o mundo. Vemos também uma tentativa de explicar os mistérios do universo, de compreender a geografia, a fauna e flora que nos cercam; de passar adiante todo um conhecimento acumulado por nossos antepassados e também de sabermos quem somos e qual é o nosso caminho. Não era diferente para o povo que habitava o gelado norte da Europa, o povo nórdico. Continuar lendo

Anúncios

O Príncipe De Westeros E Outras Histórias – George R. R. Martin & Gardner Dozois

Principe_de_Westeros_lombada25mm_Final.inddO Príncipe de Westeros e outras histórias é uma antologia de contos de diversos autores organizada pelos escritores George R. R. Martin e Gardner Dozois, cuja proposta é a de apresentar histórias que girem em torno de personagens de moral ambígua, aqueles que seguem mais a seus instintos e desejos do que a ideais altruístas. São histórias protagonizadas por canalhas, mentirosos e cafajestes de todos os tipos: ladrões astutos, golpistas que dominam a arte do logro, vigaristas e impostores ardilosos, além de malandros de bom coração (ou nem tanto). Aqueles personagens que podem tanto ser heróis quanto vilões que transitam entre a linha tênue que separa o bem e o mal, carregando o charme de serem mais críveis sem estarem presos a aquela artificialidade do maniqueísmo. Aqueles personagens que mesmo não fazendo o que é certo acabam gerando alguma simpatia por serem astutos e sagazes.

Continuar lendo

Deuses Americanos – Neil Gaiman

“-Assim, como todos vocês tiveram oportunidade de descobrir sozinhos, existem novos deuses crescendo nos Estados Unidos, apoiando-se em laços cada vez maiores de crenças: deuses de cartões de crédito e de autoestradas, de internets e de telefones, de rádios, de hospitais e de televisões, deuses de plástico, de bipe e de néon. Deuses orgulhosos, gordos e tolos, inchados por sua própria novidade e por sua própria importância. Eles sabem de nossa existência, têm medo de nós e nos odeiam – disse Odin. – Vocês estão se enganando se acreditam que não. Eles vão nos destruir, se puderem. É hora de a gente se agrupar. É hora de agir.”

Deuses_americanos_capa.inddO livro começa com Shadow cumprindo os seus últimos dias na prisão com a expectativa de sair dentro de muito pouco e se reencontrar sua mulher, e de quebra se restabelecer de volta à sociedade com a ajuda de seu melhor amigo que lhe garantiu um emprego assim que ele saísse de lá. Continuar lendo