1942: O Brasil E Sua Guerra Quase Desconhecida – João Barone

A Segunda Guerra Mundial foi uma das páginas mais importantes da História do século XX. O mundo mudou após o conflito; velhos impérios foram derrubados e grandes potências se elevaram, dividindo o mundo em duas esferas de influência, alterando de vez todas as estruturas sociais, econômicas, territoriais e políticas.

1942_O_Brasil_e_sua_quase_desconhecida_guerraNão é difícil ver a relevância desse evento histórico para que possamos entender o mundo como ele é hoje, com todos os avanços e problemas ocasionados pelos desdobramentos do conflito, contudo, apesar de ser algo amplamente estudado nas nossas escolas, pouco conhecemos sobre a participação do nosso país na guerra, algo ainda mais curioso se pensarmos que o Brasil foi o único país Sul-americano a enviar tropas para lutar em solo europeu. Continuar lendo

Mitologia Nórdica – Neil Gaiman

MitologiaNordicaA mitologia é um espelho de como um povo enxerga o mundo. Através dela vemos uma sociedade refletida em mitos retratando seus medos e anseios, suas necessidades, sua forma de tentar organizar o mundo. Vemos também uma tentativa de explicar os mistérios do universo, de compreender a geografia, a fauna e flora que nos cercam; de passar adiante todo um conhecimento acumulado por nossos antepassados e também de sabermos quem somos e qual é o nosso caminho. Não era diferente para o povo que habitava o gelado norte da Europa, o povo nórdico. Continuar lendo

República de Ladrões (Nobres Vigaristas Vol.3) – Scott Lynch

República_de_LadrõesOs Nobres Vigaristas já atuaram em quase todas as esferas possíveis do mundo da trapaça e da falcatrua. Já foram batedores de carteiras, estelionatários, apostadores trapaceiros, golpistas e até mesmo piratas, mas agora Locke Lamora e Jean Tannen se arriscam em uma empreitada por um lado mais dissimulado do campo da ladroagem e da arte da enganação e se aventuram na política! Continuar lendo

O Último Desejo (A Saga Do Bruxo Geralt De Rívia – Vol. 1) – Andrzej Sapkowski

Layout 1Fenômeno no Leste Europeu, a história do bruxo Geralt de Rívia rendeu adaptações para quadrinhos, cinema, televisão, mas foram mesmo os jogos que o tornaram conhecido no mundo todo e deram essa visibilidade maior para uma história de fantasia escrita por um autor que não é de um país anglófono, o que é muito difícil em termos de alcançar tamanho sucesso dentro do mercado internacional. Ainda que O Último Desejo seja taxado como o primeiro livro daSaga do Bruxo Geralt de Rívia”, ele é na verdade um apanhado de contos publicados inicialmente na revista polonesa de fantasia e ficção científica Fantastyka em meados dos anos 80 pelo autor Andrzej Sapkowski, sendo alguns desses contos também foram publicados em um segundo volume, A Espada do Destino, mas é apenas no terceiro volume, O Sangue dos Elfos, que temos o real início da saga, mas como esse é outro livro, também é um assunto para outro dia.

Continuar lendo

O Conde de Monte Cristo – Alexandre Dumas

OCondedeMonteCristoÉ sempre difícil falar de uma obra que beira a unanimidade em questão de excelência sem que se caia no óbvio, ainda mais uma que consegue ser tão magnética a ponto de prender o leitor por mais de 1500 páginas. O Conde de Monte Cristo, magnífica obra de Alexandre Dumas, ignora as barreiras das épocas e se sustenta de modo inabalável como um clássico da literatura mundial por mais de 170 anos, admiravelmente conseguindo se manter popular e cativar os leitores atuais com a mesma intensidade com que conquistava os seus primeiros leitores em meados do século XIX. Continuar lendo

O Feiticeiro de Terramar (Ciclo Terramar Vol.1) – Ursula K. Le Guin

Terramar_Vol_1Gerar expectativas altas para qualquer coisa geralmente é um caminho que leva diretamente para a frustração. É inevitável que a ansiedade mal controlada gere algum tipo de idealização que reflete muito mais aquilo que você deseja que a obra seja do que aquilo que de fato ela se propõe a ser, e não raramente essa distorção que você mesmo acaba criando é um dos fatores que mais prejudica a sua experiência em relação a tal obra. Da mesma forma, tentar ter um olhar mais amplo, procurando entender a proposta do autor antes de julgar por algo subjetivo e pessoal, pode lhe fazer ter outra perspectiva mais positiva sobre alguma composição artística qualquer. Digo isso, pois O Feiticeiro de Terramar me frustrou quase da mesma maneira como me agradou. Continuar lendo

Os Senhores do Arco ( O Conquistador Vol.2) – Conn Iggulden

Os_senhores_do_arcoO Império mongol foi um dos maiores que o mundo já viu, sendo o maior em extensão territorial em questão de terras contínuas e o segundo maior em extensão territorial total – ele possuía 33 milhões de km², perdendo apenas para o Império Britânico com 33,7 milhões de km²-, e a exemplo de Alexandre, o Grande, boa parte dele conquistada sob a liderança de um só homem, Gêngis Khan. Não à toa essa figura histórica é um prato cheio para qualquer autor possa se inspirar parcialmente ou mesmo contar os fatos da movimentada vida desse que se tornou uma das pessoas mais temidas da época e que pôs boa parte do mundo sob seus pés.  Continuar lendo