Portões de Fogo – Steven Pressfield

portoes_de_fogoA batalha das Termópilas tem sido celebrada desde a era clássica como um dos maiores exemplos de heroísmo e sacrifício altruísta de todos os tempos. Mais do que simplesmente exaltar a força e a bravura dos 300 espartanos e seus aliados théspios que lutaram até o ultimo homem para deter o avanço persa, essa resistência evoca todos os sentimentos mais nobres que guiaram esses guerreiros em direção à morte, renunciando de bom grado as suas próprias vidas para preservarem algo mais importante; a pátria, a liberdade e as vidas de seus familiares e compatriotas. Portões de Fogo consegue, com toda a intensidade que é merecida, transmitir da maneira mais formidável e adequada possível essa história de coragem, abnegação, perseverança, honra e obstinação. Peço a Apolo e as Musas que me ajudem a contar da melhor maneira possível o quão épica é esta fantástica obra. Continuar lendo

Anúncios

Rebelde (As Crônicas de Starbuck Vol.1) – Bernard Cornwell

RebeldeBernard Cornwell é mais conhecido aqui no Brasil pelos seus livros ambientados na Idade Média, e sem sombra de dúvidas As Crônicas de Artur, As Crônicas Saxônicas e A Busca do Graal são as séries mais conhecidas do autor pelo público brasileiro. Curiosamente As Aventuras de Sharpe, a mais extensa delas, já passando de mais de 20 volumes, parece não ter o mesmo apelo, talvez justamente pelo intimidante número de publicações ou pelo fato de se passar durante as Guerras Napoleônicas, substituindo as espadas, machados e arcos por baionetas, rifles e canhões. Fato é que não é nem de longe esses livros ambientados na Idade Contemporânea estejam tão vinculados com a imagem do autor aqui no Brasil quanto suas outras obras, muito embora o desespero dos campos bombardeados por peças de artilharia, o caos das saraivadas de tiros e a coragem necessária para permanecer firme durante essas cruéis e viscerais batalhas combinem perfeitamente com o estilo do autor britânico.

E se Sharpe já é um pouco esquecido, As Crônicas de Starbuck, série cujo cenário é a Guerra de Secessão americana, é praticamente desconhecida. Continuar lendo

Coração de Aço (Executores Vol.1) – Brandon Sanderson

CoraçãoDeAçoHistórias de super-heróis voltaram com tudo nos últimos anos. Antes relegados como um tipo de entretenimento menor, as narrativas envolvendo seres superpoderosos acabaram por conquistar outros públicos ao explorar temas mais complexos, e pouco a pouco os próprios quadrinhos romperam essa barreira da marginalização e conseguiram atingir um status de trabalhos artísticos relevantes, como uma poderosa forma de expressão tão válida e merecedora de apreço como qualquer outra. Ainda assim quadrinhos sempre foram algo de nicho. Continuar lendo

Carbono Alterado (Altered Carbon Vol.1) – Richard Morgan

Carbono_AlteradoHá cerca de um ano Altered Carbon estreava na Netflix. Baseada no livro de estreia do britânico Richard Morgan, a série era uma das grandes apostas da plataforma de streaming. Esteticamente competente e com conceitos sci-fi intrigantes o seriado é inicialmente interessante, mas perde o rumo em sua segunda metade e tudo o que era atrativo acaba sendo deixado de lado, dissipando-se em meio a escolhas narrativas duvidosas. Apesar dos pesares, o universo em si era bastante chamativo e como não raramente o material original é superior à adaptação eu fiquei suficientemente curioso em relação ao livro para conferir o quanto o seriado se desviou da proposta inicial do autor. Eu esperava que em sua mídia de origem essa história deveria ser boa, afinal de contas ela tinha tudo para ser muito boa. Pois bem, a minha decepção foi ainda maior dessa vez. Continuar lendo

Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda – Howard Pyle

rei_arthurPoucos são aqueles que não conhecem a figura do rei Arthur. Popular desde a Idade Média, as histórias que orbitavam o lendário líder britânico são um amálgama entre mitos, obras literárias fantasiosas e até mesmo a possibilidade de uma inspiração em uma real personalidade histórica. Não é de se estranhar que suas histórias, os temas abordados, os personagens que o acompanham e sua própria imagem varie tanto. Continuar lendo

Mistborn: O Herói das Eras – Brandon Sanderson

O_heroi_das_erasO mundo vive à beira da destruição iminente desde que Vin libertou Ruína do Poço da Ascensão. Terremotos cada vez mais frequentes assolam a terra, as cinzas caem em maior profusão, cobrindo o solo e matando as plantas, e mesmo as brumas, que antes só apareciam à noite, agora surgem durante o dia, matando aleatoriamente as pessoas. Essa força consciente parece ser irrefreável e o fim de tudo aparenta ser inevitável, no entanto, o antigo bando de Kelsier ainda acredita que Ruína pode ser derrotada, e as pistas para detê-la podem se encontrar nos últimos depósitos deixados pelo Senhor Soberano que se encontram nas cidades de Fadrex e Urteau. Continuar lendo

Meio Mundo (Mar Despedaçado Vol.2) – Joe Abercrombie

Sou fã do Joe Abercrombie, poucos autores conseguem imprimir um estilo tão reconhecível em suas obras ao mesmo tempo em que sempre acham espaço para te surpreender. Sua narrativa ágil, permeada por cenas de ação intensas e diálogos mordazes magnificamente desenhados, só fica atrás da capacidade do autor em questão de caracterização e desenvolvimento de seus personagens. Para quem já o conhecia ficava a dúvida de como ele se sairia escrevendo uma “fantasia” young adult, visto que o autor se sobressai nos cenários mais realistas, sombrios, cínicos e violentos, e se em Meio Rei já deu pra ver que ele foi muito bem sucedido nessa empreitada, em Meio Mundo ele se supera e vai além das expectativas. Continuar lendo