O Lobo das Planícies ( O Conquistador Vol.1) – Conn Iggulden

 

O Lobo Das PlaO-Lobo-das-Planiciesnícies é o primeiro livro da série “O Conquistador” escrita pelo britânico Conn Iggulden, iniciando a saga de cinco volumes sobre o império mongol, e destes cinco os três primeiros são focados no mais famoso desse povo, Gêngis Khan. Já conhecia o autor pela fantástica série “O Imperador”, que é focada em Júlio César, e a premissa de uma nova série baseada em outra figura histórica poderosa, que pôs boa parte do mundo aos seus pés e que travou sangrentas e épicas batalhas usando de diversas estratégias brilhantes e absorvendo as tecnologias dos inimigos, logo me prendeu de tal modo que era quase uma necessidade ler esse livro.

Acompanhamos a história de Temujin, o futuro cã do mar de capim, Gêngis Khan. Logo no seu nascimento já fora profetizado o seu futuro como guerreiro, já que nascera com uma coagulo de sangue ma mão direita, um homem que caminharia com a morte durante a sua vida, um homem que conquistaria nações. Durante a infância temos vislumbres da coragem e da força que marcaria o homem, e vemos também as circunstâncias que temperariam o garoto para endurecê-lo como ferro. A exemplo dos outros trabalhos de ficção histórica do autor, temos aqui um primeiro livro que se preocupa em desenvolver o personagem ainda na infância, dando vislumbres de quem ele será quando adulto para um melhor entendimento para o público sobre algumas das características mais marcantes do personagem e da própria personalidade dele, como é moldado o caráter e como as circunstâncias fazem a pessoa se tornar o que é, e isso é um ponto alto se o autor souber como fazer, e o Iggulden é mestre nesse quesito.

Yesugei, o pai de Temujin e cã da tribo dos lobos, acaba sofrendo um ferimento mortal ao ser atacado pelos tártaros em uma emboscada, e após a sua morte o destino de Temujin e de sua família muda completamente, já que são traídos por Eeluk, um guerreiro  da tribo que tinha a total confiança de Yesugei que toma para si o comando da tribo e expulsa a família do antigo cã da tribo.  Vale mencionar que uma das piores coisas que poderia acontecer a um mongol era ser exilado de sua tribo, desse modo ele não estava somente sozinho no mundo sem ninguém para protegê-lo ou vingá-lo, como também não era bem visto pelos outros que viviam em tribos, pois era um castigo geralmente dado a criminosos. Uma viúva e seus filhos pequenos praticamente sem abrigo ou ferramentas para conseguir recursos básicos para resistirem ao tempo inclemente, a fome, e aos membros de outras tribos ou bandoleiros que quisessem fazer algum mal a eles teriam chances mínimas de sobreviver a estas condições, ainda mais com um inverno implacável se aproximando, porém mesmo com todas as circunstâncias apontando para um amargo e breve fim Temujin fará o que for preciso para sobreviver, mostrando toda a força e resiliência do povo mongol. Mantendo sempre em mente a determinação férrea que lhe é peculiar ele de resiste, alimentando o desejo de se vingar e tomar de volta aquilo que é seu por direito, e aos poucos vemos surgir o líder com a capacidade de unir o povo e fazê-los seguir em direção à vitória.

 

O Conquistador

Os livros da série “O Conquistador”

Se antes na muito elogiada (com toda a razão) saga literária O Imperador“, que o Conn Iggulden escreveu antes desta e que contava a história de Júlio César, o escritor apareceu para o mundo, neste ele define sua marca e grava de vez seu nome junto aos dos mestres desse estilo literário, como o igualmente incrível Bernard Cornwell. Para aqueles que não conhecem esse gênero, a ficção histórica é um estilo que se caracteriza por se passar em uma época e eventos históricos, podendo ser narrado do ponto de vista de personagens totalmente ficcionais ou personagens históricos. Como é uma história romanceada, os autores costumam tomar liberdades artísticas para dar aquele tempero nas histórias sem no entanto desviar drasticamente da História.  Geralmente eles se baseiam nos costumes e ponto de vista de pessoas da época para melhor compor a história do livro, usando esse recurso até para contar sobre a vida de determinado personagem histórico que não tenha sido registrado, mas que o autor possa ter achado que ele viveu dessa maneira. Vale comentar que o Conn Iggulden viveu um tempo com alguns mongóis que possibilitaram a ele conhecer mais sobre os costumes e a história desse povo, e como nas áreas mais rurais a vida pouco mudou dá pra se ter uma ideia como poderia ser a vida em alguns aspectos no tempo de Gêngis Khan.

A leitura é fluída e agradável, de fato não precisa fazer esforço para as imagens tomarem forma em sua imaginação e todo aquele mundo em que você nunca esteve se forme nitidamente bem na sua frente, fazendo uma viagem pelo tempo nas planícies mongóis, pelas inúmeras grandiosas batalhas narradas, pelas iurtas e por toda a vida cotidiana do povo mongol.

Iggulden narra com descrições vívidas sobre como era a vida nessa época nas frias e ermas terras da Mongólia e tudo aquilo que é descrito é realmente crível, como ele próprio estivesse nos campos de batalha e nas iurtas registrando cada diálogo entre os personagens. O livro narra com maestria o crescimento de um homem que foi largado para morrer até erguer um dos maiores impérios que o mundo já viu. Um líder sanguinário criado em uma terra que não permite fraqueza, traçando um perfil realista de como Gêngis Khan realmente poderia ter sido, o que ele poderia ter pensado, o porquê de ter tomado certas decisões em sua vida e como ele se tornou um nome a ser temido entre seus inimigos, idolatrado entre seu povo e respeitado por ambos.

 

Anúncios

5 comentários sobre “O Lobo das Planícies ( O Conquistador Vol.1) – Conn Iggulden

  1. Pingback: Os Senhores do Arco ( O Conquistador Vol.2) – Conn Iggulden | Foco de Resistência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s